Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Almas velhas

Slow living, tal como a vida deve ser, com base na vivência com um marinheiro, uma saudosa alma velha que mudou a minha.

27 de Março, 2019

Renovação e evolução

Monica

Quando comecei o meu armário cápsula, achava que iria fechar todas as peças que iria usar e pronto. Mas as coisas não são bem assim, pois não? 

 

Não vivemos na mesma casa que nascemos (eu, pelo menos). 
Não comemos sempre a mesma coisa.
Não temos sempre o mesmo humor. 
Não temos sempre os mesmos gostos. 

 

E a evolução faz parte. E por isso, foi ingénuo da minha parte pensar que o meu cápsula estaria sempre fechado, certo? 

 

Quem acompanhou o início da minha divulgação do armário cápsula, viu que as minhas cores variavam entre os rosas, verdes e castanhos, cores que hoje não uso. Mas... ainda existem no meu armário. Mas... não uso.

Então, próxima semana irei dar uma volta ao armário, retirar o que não visto mais, rever as cores, formas e tecidos, separar 33 peças (incluíndo sapatos e acessórios) e juntar-me à Cátia - Lady in Green num novo desafio do projeto 333.

 

 

Vamos lá rever... o que é o projeto 333? 

 

Para mim é um projeto de auto-conhecimento, para outros é apenas um desafio de sustentabilidade. O projeto pode ter várias finalidades:

- Se estiveres num processo de criação ou renovação de um armário cápsula, ajuda na sua definição.

- Sobre as roupas escolhidas, que pensamos que são as que mais usamos, saber como nos sentimos com elas.

- Definir o nosso estilo: acabamos por perceber que tipo de roupa gostamos de usar mais ou gostamos de usar menos.

- Para quem acha que não consegue controlar o impulso de comprar só por comprar é um exercício de auto-controlo.

- É um exercício de sustentabilidade: usar 33 peças em 3 meses, sem substituição de peças em caso de dano ou troca. 

 

Minimalismo

 

Menos é mais. 

Irão haver dias frustantes que olhamos e vemos sempre a mesma roupa. Mas no final, tenho a certeza (por experiência própria) que olharam de outra forma para o vosso armário. É um exercício que irá requerer alguma paciência e, principalmente, um mood "sim, estou a usar esta camisola outra vez".

 

Regras

 

- 33 peças de roupa para 3 meses - iremos fazer este desafio de 1 de abril (não, não é mentira) a 30 de junho - mas poderás fazer em qualquer altura.

- As 33 peças NÃO incluem: pijamas, roupa de treino (se usarem só para treinar), roupa interior.

- As 33 peças INCLUEM: acessórios (malas, cintos, chapéus, lenços, ...), jóias (anéis, fios, pulseiras, relógios, colares, ...) e calçado. 


As minhas exceções

 

Poderão escolher APENAS 1 coisa de cada categoria que usem sempre, por exemplo: eu uso sempre a mesma mala, mas se quiser usar mais que uma, terei de adicionar as restantes como parte das 33 peças. 

Quem usa aliança, não a considerá. Mas se usarem sempre a aliança e um fio, terão de fazer uma escolha e adicionar um deles às 33 peças. 

As minhas exceções (que não entram nessa lista) são:

- o meu relógio tipo fit tracker que nunca o tiro;
- a mala que anda sempre comigo;

 

Conselhos? 

 

Fiz este desafio quando decidi destralhar a 2x o meu armário e estava em fase de construção do cápsula. 

Esta vez será diferente: tenho outra noção do meu armário e por isso, deixo aqui alguns conselhos:

- Desapega-te do número de peças: escolhe as tuas peças e não penses que só tens X peças para te vestir. 

- Reinventa. Não precisas de usar a roupa sempre da mesma maneira. Uma camisa pode ser vestida de muitas maneiras diferentes.

- Antes do desafio, faz uma lista de roupa/calçado que achas que precisas. Durante o desafio, sem olhar para a lista que fizeste antes, constrói outra do que foi fazendo falta nos teus looks. No final, revê as duas listas e avalia o que precisas.

- Considera a temperatura e eventos que possas ter nos próximos 3 meses.

- Se trabalhas em casa, como eu, aproveita e tenta looks diferentes com a roupa que escolheste. Estás em casa, é sem medos.

- Se gostas de ser metódico/a, podes fazer anotações de cada look: o que vestiste, como e o que te fez sentir. Era confortável? Foi indicado para o tipo de tarefas que tinhas para executar? 

 

Queres juntar-te a nós, neste desafio?

Tens questões ou dúvidas?